Tendo em vista a contextualização da cultura-mundo, em que as indústrias culturais têm vindo a assumir um papel preponderante, fruto da globalização, e na procura de aprofundar e consolidar os conhecimentos adquiridos em contexto formativo, um grupo de formandos e professores dos cursos de Educação e Formação de Adultos (EFA), de nível secundário, organizaram uma ida ao Festival Internacional de Dança Contemporânea – GUIdance, no Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães, no dia 8 de fevereiro, para assistirem à estreia nacional do espetáculo “Cementary”, proporcionado pela companhia grega Aerites Dance Company, de Patricia Apergi.

No final, para além da experiência social de “irem assistir a um espetáculo de dança contemporânea”, de conhecerem um equipamento cultural dinâmico e multifacetado, que alguns dos formandos visitaram pela primeira vez, todos reconheceram a necessidade de se promoverem outras iniciativas que lhes permitam alargar os horizontes no âmbito das artes performativas.

Foi consensual a ideia de que todos nos devemos implicar na batalha que passa por reescrever a memória para construir o futuro.

Apresentação do AEPBS