Na procura de aprofundar e consolidar os conhecimentos adquiridos em contexto formativo, e no âmbito atividade integradora subordinada ao tema “Contextos tecnológicos, industriais e culturais: tradição e inovação”, um grupo de formandos e professores dos Cursos de Educação e Formação de Adultos (EFA), de nível secundário, foram assistir à inauguração das novas exposições do último ciclo expositivo de 2017 do Centro Internacional das Artes José de Guimarães, na Plataforma das Artes e da Criatividade, em Guimarães.

Antes da inauguração, os presentes foram brindados com o espetáculo “Auto das Máscaras”, a mais recente criação do Teatro Oficina, na companhia dos Velhos Nicolinos e da Outra Voz.

Para além de terem contemplado as novas exposições que integram o 3º ciclo expositivo de 2017, nos dois pisos dedicados a exposições temporárias, uma mostra antológica Hilaritas dedicada ao trabalho de Mumtazz e a exposição coletiva Extática Esfinge, desenho e animismo parte II, também se percorreram as restantes salas dedicadas à coleção permanente, que reúnem peças das três coleções que José de Guimarães vem fazendo há cerca de cinco décadas.

Depois de vivenciarem esta experiência social de visitarem um Centro Cultural e poderem apreciar obras de artistas contemporâneos, todos reconheceram a necessidade de se continuar a apostar neste tipo de atividades, porque só nos envolvendo na cultura de um país, é que podemos reconhecer quem somos. Um bom prenúncio para o futuro!

 

O professor Francisco Costa

 

Apresentação do AEPBS