O Natal está a aproximar-se e em todas as casas há sempre os doces típicos confecionados com óleo.

Para relembrar às famílias a importância da reciclagem de óleos alimentares, os alunos da Escola Básica de Joane estão a construir mini oleões que irão levar para casa.

No início do mês de janeiro alimentarão o “Oleão cá da escola”.

Lançamos o desafio a todas as turmas do 1.º ciclo.

 

Nós já construímos os nossos. E vós?

 

 

 

“Vou-me embora a sonhar, levo o pensamento a voar...”, foi com esta pequena cantilena que a Alice, personagem da história “conta-me um conto…”, deixou, na passada quarta feira, todas as crianças dos Jardins de Infância do Agrupamento de Padre Benjamim Salgado a imaginar e a cantar.

As personagens: o príncipe, a princesa e o duende que tinha um nome muito difícil de pronunciar, conseguiram com que as crianças ficassem encantadas, atentas e motivadas, devido ao ritmo, à cor e à entoação que a atriz empregou nesta pequena peça de teatro.

Foi também mais uma oportunidade de visitar a Casa das Artes em Vila Nova de Famalicão, onde as crianças puderam ainda ver uma exposição de cerâmica.

 

 

A Escola Básica de Joane aderiu recentemente à campanha "Pilhão vai à Escola", desafio lançado pela Ecopilhas, com o objetivo de alertar a comunidade escolar para a necessidade de recolher seletivamente pilhas e baterias usadas, incentivando os alunos a adotar as melhores práticas. 

Sensibilizados pelo apelo à participação no peditório a favor do Instituto Português de Oncologia (IPO), os alunos envolveram-se nesta campanha solidária e encheram três pilhões.

Este pequeno contributo ajudará a Ecopilhas a doar ao IPO um aparelho destinado aos doentes oncológicos.

São estas iniciativas que nos tornam mais ricos e nos ajudam a educar crianças que se transformarão em homens e mulheres de valor!

 

 

 

 

No dia 4 de dezembro, nós, alunos da turma de quarto ano de escolaridade, da Escola Básica de Joane (4EBJ2), tivemos o privilégio de receber um professor de chinês, do Departamento de Estudos Asiáticos (Centro de Línguas e Culturas Orientais), da Universidade do Minho, na nossa sala de aula. Somos uns sortudos! O professor Liu Jie veio acompanhado pelo professor Nuno Oliveira, professor de inglês que ajudou a compreendermos melhor o que foi ensinado.

Aprendemos imenso! Aprendemos palavras simples, expressões e números. Foi divertidíssimo! Afinal, os caracteres chineses são desenhos relacionados com a própria palavra!

Também ficamos a saber mais um pouco sobre a cultura chinesa e a evolução da ortografia chinesa ao longo dos tempos.

Foi uma manhã magnífica, de aprendizagem única! E tudo graças ao projeto Leituras d’Oriente e d’Ocidente, do Plano Nacional de Leitura (PNL), que nos proporciona estas experiências diferentes e espetaculares!

Texto elaborado por 6 alunas da turma 4EBJ2

 



 

No passado dia 27 de novembro, as turmas do 1º J e do 3ºJ, do Curso Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos, realizaram uma visita de estudo a Braga, no âmbito das suas disciplinas técnicas.

Na parte da manhã visitaram a Primavera Business Software Solutions, que é uma tecnológica portuguesa que se afirmou no mercado nacional de soluções informáticas de gestão por ser pioneira no desenvolvimento de aplicações para Windows.

Durante a tarde visitaram a empresa F3M Information Systems S. A., considerada uma das maiores empresas portuguesas especializadas em Tecnologias da Informação e Comunicação, e que se assume com uma fortíssima vertente de conceção, produção e implementação de software para mercados verticais.

Nesta visita os alunos puderam contactar de muito perto com alguns dos programadores seniores das duas empresas, explicando-lhes quais são as suas funções, que metodologias utilizam nos seus projetos e ainda algumas dicas sobre as linguagens de programação com futuro na área. Foi portanto uma experiência motivadora e um incentivo à formação na área com expetativas de um bom mercado de trabalho!

 

 

 

Na EB de Agra Maior os alunos começaram a longa caminhada para serem uma ECO ESCOLA.

Este projeto tem uma vertente muita acentuada nas questões ambientais e tem como objetivo conduzir o aluno num processo de sensibilização e consciencialização a fim de atuar criticamente na sociedade, exercendo a sua cidadania ambiental.

A nossa tarefa começou, com a plantação de plantas autóctones fornecidas pela Câmara de Vila Nova de Famalicão, integradas no projeto “25 000 árvores até 2025”, com o inicio da sensibilização para a separação dos resíduos com a dramatização da história “Varre, varre vassourinha”, dos alunos do Pré-escolar, e com a preparação da terra para dar inicio à nossa horta.

O próximo passo será a plantação de produtos hortícolas e reciclar materiais para a data festiva que se aproxima.

 

 

Escola Saudável - nível intermédio

Apresentação do AEPBS