A sala estava preparada! Era nossa intenção despertar os sentidos e, por isso, pedimos às crianças que tirassem os sapatos e os primeiros passos na sala eram dados por cima de diferentes pegadas que acordavam a planta do pé. Na parede, luzinhas de led apelavam ao nosso olhar. Desenhar no papel é tarefa que todos conhecemos, mas desenhar em telas gigantes, em tecido ou em papel plastificado provocam um ajuste propriocetivo. Diferentes cheiros com ou sem os olhos vendados despertaram o nosso olfato!

Meter a mão numa caixa e descobrir, sem ver, tornou-se um jogo que colocou os olhos na ponta dos dedos. Texturas e mais texturas para manusear, arrepiar, acalmar, gargalhar… deixaram as crianças felizes.

Por fim, o cantinho das massagens onde óleos, cremes, luvas… fizeram as delícias de todos os que experimentaram!

Guardamos o melhor para nós…a reação fantástica das crianças, que, tal como os sentidos, é preciso viver para perceber!

 

 

 

Escola Saudável - nível intermédio

Apresentação do AEPBS