No dia 3 de julho, os alunos do terceiro ano do Curso Profissional de Técnico/a Auxiliar de Saúde (CPTAS), apresentaram, perante o Júri, as suas Provas de Aptidão Profissional (PAP).

Ao longo do ano letivo, e no âmbito da Prova de Aptidão Profissional, deu-se continuidade à implementação do projeto de Voluntariado Intergeracional denominado “Cumplicidades”. O termo “cumplicidade” remete para uma atitude positiva e desejável numa relação de amizade. Ter cumplicidade implica confiança, parceria e denota partilha de momentos e de experiências.

Através das atividades realizadas pretendeu-se alcançar o que é “invisível para olhos” mas essencial para (pre)encher de Amor os corações de quem está mais desamparado.

Para implementar este projeto a turma, dividida em grupos, foi “cúmplice” de diferentes públicos-alvo e em diferentes contextos: Voluntariado na Academia da Razão; Vencer o Tempo; Voluntariado Infantil; Loja Social – Double Way; Voluntariado e Atividade Física; Terapias Complementares.

Todos os grupos colaboraram entre si, sempre com a cooperação das turmas do primeiro e segundo anos do CPTAS, e procuraram ajudar as pessoas mais carenciadas e/ou em situações de abandono, solidão e isolamento, planificando e realizando diversas atividades.

É de peito aberto que o CPTAS entrega a alma a este projeto e a cada pessoa que faz parte dele. Só desta forma se pode criar cumplicidade, percorrer caminhos e encurtar as distâncias que separam o que é verdadeiramente essencial à Vida.

Um sorriso é uma recompensa maior que muitos bens.

O CPTAS agradece a todas as pessoas/entidades/instituições que, direta e indiretamente, permitem que este projeto continue a fazer parte da Vida da nossa comunidade.

“Quando somos bons para os outros, ainda somos melhores para nós.” (Benjamim Franklin)

Apresentação do AEPBS

Escola Saudável - nível intermédio